hostm

O post “Falha de segurança na Hostmídia” sofreu um revival muito triste na semana passada, mas de certa maneira serviu de aprendizado para mim e, quem sabe, para a Hostmídia.
Vamos divulgar a história a pedidos da blogosfera:

No dia 18 de fevereiro de 2006 às 6:28 PM tive a infeliz idéia de me tornar um cliente da Hostmídia ao clicar em um banner no site Imasters. Registrei o domínio douglasnegreiros.net com a idéia de montar um portfolio.
Quando precisei logar na conta, no dia 8 de Junho, para alterar o apontamento do DNS uma listagem de 28 domínios apareceu no lugar do meu único domínio (douglasnegreiros.net). Tenho a ciência que falhas acontecem e fiz o que achei correto, entrei em contato com o SAC para informar a falha de segurança.

Fiz o artigo no dia 15 de Junho contando toda a insatisfação que o serviço gerou e que estaria mudando para a concorrência o quanto antes.

Tempos depois, dia 25 de agosto, estava trabalhando quando recebi os primeiros comentários no post antigo, foram 6 comentários seguidos em menos de 2 horas. O google analytics ainda não poderia me informar de onde vinha o tráfego inesperado e até hoje não descobri de onde surgiu tanto interesse em um post velho.

No mesmo dia um Doutor em direito, o representante júrídico, da Hostmídia entrou em contato solicitando a retirada do post e deixou bem claro que se a medida não fosse atendida eu poderia ser processado por danos morais! Ouvi atentamente a solicitação sem mesmo questionar, tentando entender o que tinha feito de tão errado. Entrei no blog para reler o artigo e entendí o motivo aparente…

Se você buscar “hostmídia” no Google verá meu blog em 5º lugar nos resultados, mas não existe nada de mais lá, apenas o meu post e outros clientes insatisfeitos com o serviço deles.

Dr. “J” escreveu:
Prezados proprietários do site Doufer,

Estamos entrando com uma representação na justiça em decorrência da publicação em seu site através do link a seguir, cujo conteúdo está causando perda de credibilidade no mercado e danos morais.

https://www.doufer.com.br/2006/06/15/falha-de-seguranca-na-hostmidia/

Caso não seja retirada esta matéria desta página as sanções que já estão sendo tomadas serão empenhadas inclusive junto à delegacia de crimes contra a Informática.

Estou aguardando contato imediato pelo telefone xx xxxx-xxxx ou xx xxxx-xxxx.

Dr. “J”
Departamento Jurídico
Site: www.hostmidia.com.br

Isso mesmo, caros colegas. Expor sua opnião sobre um serviço que contratou é crime e dá cadeia! Cuidado a próxima vez que fizer uma resenha sobre um filme ou game e postar em se blog! Afinal de contas vocês não vão querer “gigantes” como a Hostmídia e EA games te processando… E olha que o amigão aí ainda ligou mais uma vez para perguntar qual o prazo para a retirada do post! Sem dizer que alguém da justiça de São Paulo ligou lá pra casa… Mas eu não estava, que pena, e nem recado ela deixou. Quem será que queria falar comigo, devo ficar com medo e deletar logo o blog todo?

A resposta do e-mail veio logo que consultei meu advogado (e quem diria) meu pai:

Dr. “J”,

após o seu contato por telefone consultei meu advogado e não vejo motivos para retirar o artigo do site. Todas as informações do artigo expressam minha opnião a respeito do serviço como consumidor e não constituem crime.

Para fornecer mais detalhes a respeito gostaria de receber sua identificação como advogado (número OAB).

Estou à disposição para quaisquer dúvidas decorrentes deste mal entendido e convido o serviço de atendimento ao cliente a se manifestar sobre o
ocorrido, disponibilizando um espaço no artigo para réplica.

Atenciosamente,


Douglas Negreiros
www.doufer.com.br

Esse e-mail foi enviado no dia 26 de agosto e continua sem resposta mesmo após contato por telefone. Reafirmo que continua de pé o convite de réplica no post original. O espaço já está reservado e aguardando apenas o contato. Pensem na oportunidade e o quão fácil é pedir desculpas a um cliente… O máximo que pode acontecer é ele não aceitar, mas você fez a sua parte.

Da pra entender que é melhor dizer “eu errei” do que “estou aguardando contato imediato”? Um cliente insatisfeito não indica o serviço e o super-insatisfeito faz matéria paga no jornal, protesta, coloca a boca no trombone. Deu pra deduzir o meu grau de insatisfação?

:UPDATE: 31/08/06

O Fabio Seixas escreveu, agorinha, sobre o caso do blog Imprensa Marrom que foi processado por causa de um comentário em um de seus posts. Leia o artigo completo: Justiça compra briga com a blogosfera brasileira (ou “Porque empresas ruins precisam apelar para a justiça para esconder sua má reputação?”)


Você é novo por aqui? Assine o feed dos posts. Obrigado!
Você pode deixar um comentário, ou enviar um trackback do seu site.